Avançar para o conteúdo

Roteiro São Jorge – Terceira – Graciosa

    Em pleno oceano Atlântico, três grupos de ilhas de origem vulcânica, num total de 9 ilhas, formam o Arquipélago dos Açores. O grupo Central é constituído pelas ilhas Terceira, Graciosa, São Jorge, Pico e Faial.  O oriental pelas ilhas de São Miguel e Santa Maria e o grupo Ocidental pelas ilhas de Flores e do Corvo.

    São muitas ilhas, muitas as semelhanças e muitas as diferenças.

    Mas basta visitar apenas uma para ficar apaixonado pelo arquipélago e querer descobrir todas as outras.

    Escolhemos uma semana de férias em Outubro para continuar a nossa descoberta pelo arquipélago dos Açores. Já tínhamos visitado São Miguel (artigo aqui), ficámos apaixonados e estava na hora de descobrir mais ilhas.

    Nem sempre é fácil organizar uma viagem que inclua vários destinos, vários alojamentos e ligações aéreas.

    Para tudo correr bem, é importante planear a viagem com antecedência: primeiro, escolher as ilhas onde se quer ir; segundo, estudar as ligações aéreas e marítimas existentes e, por fim, dividir os dias disponíveis pelas ilhas a visitar. O planeamento nem sempre é unidireccional e por vezes as ligações entre ilhas podem influenciar a escolha das mesmas – foi o que aconteceu connosco.

    Onde ir ?

    No nosso caso, foi fácil escolher o grupo central como destino pela proximidade das ilhas e facilidade em circular entre elas. Em particular, o chamado “triângulo” constítuido pelas ilhas do Pico, Faial e São Jorge.

    O Pico sempre foi uma das ilhas que mais nos interessou, principalmente pela oportunidade de subir à montanha mais alta de Portugal. No entanto, a nível físico esta não era a altura mais adequada e, por isso, deixámos o Pico e a seu vizinho Faial para outra oportunidade.

    Como tal sobraram, a Terceira (que o D. já tinha visitado e adorado), São Jorge e a pequena Graciosa.

    O NOSSO PERCURSO
    (setas amarelo – ligações com o continente pela Ryanair, setas verdes – encaminhamento inter ilhas pela SATA, setas azuis – ligação aérea inter ilhas pela SATA)

    Ligações aéreas e marítimas

    • Ligações aéreas: A SATA, a TAP, Ryanair e a Easyjet voam de Portugal continental para os Açores. No entanto, a Ryanair apenas voa para Ponta Delgada e Terceira e a Easy jet apenas para Ponta Delgada. Sendo que no grupo central, também há voos diretos (alguns dias da semana) pela SATA e TAP de Lisboa diretamente para o Pico e Faial.
    • Ligações marítimas: os duas empresas que fazem a ligação entre as ilhas são a Transmaçor e a Atlânticoline. Nós optámos por colocar de lado esta opção já que as ligações marítimas entre as ilhas que escolhemos são muito demoradas. No entanto, sabemos que no verão existem mais ligações e que entre a ilha do Pico e do Faial é mais fácil e rápido o uso deste meio de transporte.

    O transporte inter – ilhas foi um factor muito importante no planeamento da viagem porque quisemos aproveitar ao máximo o encaminhamento inter-ilhas.

    Talvez fosse mais lógico, já que tínhamos que fazer escala na Terceira na ida e na vinda, visitar a ilha no inicio ou no fim da viagem. No entanto, nesse caso não teríamos direito ao encaminhamento inter-ilhas. E por isso optámos por visitar a Terceira a meio da viagem.

    Aeroporto da Terceira

    O que é o encaminhamento inter ilhas ?

    Com a liberalização das rotas para as ilhas açorianas de São Miguel e Terceira, e consequente alteração do acordo de Serviço Público, o panorama da aviação comercial nos Açores sofreu enormes alterações.

    E, por isso, em 2015 foi criado o “encaminhamento inter-ilhas”, que significa que os Açores passam a funcionar como um aeroporto único. Um serviço de encaminhamento, sem encargos para o passageiro, no interior da Região Autónoma dos Açores, com origem ou destino em Portugal Continental ou no Funchal.

    Então porque é que eu não fiquei uns dias na Terceira antes de ir para São Jorge?

    Porque o espírito do encaminhamento é compensar as limitações na mobilidade de e para os Açores provocadas pela alteração do transporte entre Portugal Continental e os Açores, pelo que os stopovers não são permitidos.

    Portanto a regra diz só é possível usufruir do serviço de encaminhamento sem custos se decorrer um período inferior a 24h entre a chegada do primeiro voo e a partida do voo de encaminhamento para o destino final.

    Para mais informações ou pedir encaminhamento inter ilhas consulte o link da companhia aérea SATA ( http://encaminhamentos.sata.pt/)

    Resumindo: comprámos os voos Porto – Terceira, São Jorge – Terceira, Terceira – Graciosa e Terceira – Porto. Sendo que, os voos Terceira – São Jorge e Graciosa – Terceira foram gratuitos graças ao serviço de encaminhamento inter-ilhas.

    Experiência encaminhamento:

    No site da SATA existe um formulário próprio para o pedido de encaminhamento. No mesmo formulário é possível pedir o encaminhamento na ida e no regresso dos Açores. E eu assim fiz, pedi o encaminhamento para duas pessoas de dois voos. No entanto, recebi no meu email apenas o bilhete para uma viagem e para uma pessoa. Enviei e-mail à companhia e tudo se resolveu facilmente. No entanto, fiquei com a impressão que ainda surgem alguns erros no processamento das reservas de encaminhamento.

    Dividir os dias pelas ilhas

    Na hora da escolha e de definir o trilho é importante ter em consideração a logística dos transportes, do alojamento, os interesses e claro, as principais atrações de cada ilha.

    Antes de elaborar o meu plano de viagem levo algum tempo a procurar em blogs e grupos do facebook informação sobre o meu destino.

    Por exemplo, coloco no google “Roteiro Açores blog“.
    Para mim é muito importante colocar a palavra “blog” para dirigir a minha procura no sentido das experiências e testemunhos reais. Fujo de sites de agências, guias ou lojas de turismo. Nada contra, simplesmente eu prefiro ler relatos de quem já passou pela experiência e relata na primeira pessoa.

    O meu planeamento é bastante rigoroso e, por isso, gosto de ir tomando notas à medida vou lendo e considero interessante para aplicar na minha viagem. E só depois de ter toda a informação sobre os sítios que quero visitar, começo a planear dia-a-dia. Para isso recorro à elaboração de tabelas para conseguir decidir quantos dias fico em cada sítio, a que horas são as viagens, as partes do dia que posso aproveitar e, assim, tenho uma visão geral da minha viagem. A elaboração destas tabelas é particularmente importante em viagens como esta ou por vários países, como fiz na viagem ao sudeste asiático.

    A minha tabela da viagem aos Açores

    Portanto, decidi assim:

    • São Jorge (3 dias)
    • Terceira (2 dias)
    • Graciosa (1,5 dia)

    Guardámos mais dias para São Jorge do que para a Terceira porque o D. já tinha estado na Terceira. No entanto, hoje deixaria apenas 1,5 dia ou 2 dias para a ilha de São Jorge e os 3 dias para a Terceira.

    Alojamento

    Quando pesquisei no booking e airbnb por alojamentos logo percebi que os preços nas ilhas não eram tão baixos como eu esperava. As opções são muito poucas e, por isso, é difícil encontrar alojamentos a baixo preço.

    Moinho de Pedra na Graciosa

    Na Terceira foi muito fácil escolher. O D. já tinha estado na ilha e falou maravilhas do Alluar Lodge. Sem grandes dúvidas, estava escolhido o porto de abrigo para os dias de visita à Terceira. (no instagram já escrevemos sobre o Alluar Lodge).

    No entanto, no último dia, em que ficámos apenas uma noite na Terceira e sem carro, optámos por encontrar um alojamento mais perto do aeroporto que nos permitisse a deslocação de táxi e escolhemos o Hostel Palmeira na Praia da Vitória – mais uma boa ótima escolha !

    No geral, o alojamento desta viagem correu muito melhor do que esperava e sinto-me super grata pelas nossas escolhas. Fomos recebidos em todos os sítios com o maior acolhimento, simpatia, limpeza e sem desilusões.

    As nossas escolhas foram:

    Hostel da Palmeira

    O que eu mudava?

    Acho que a localização do alojamento de São Jorge dificultou um pouco a nossa deslocação na ilha. O alojamento era perfeito – o proprietário super simpático, a casa super bem decorada e limpa, o frigorifico cheio de alimentos regionais e a cozinha super bem equipada. No entanto, a Casa dos Vimes localiza-se na Fajã dos Vimes o que se traduziu num percurso de 30 minutos (carro) só da estrada principal da ilha até à habitação o que dificultou os deslocamentos para jantar fora e o regresso à noite. Até nas aldeias principais na época baixa os restaurantes abertos são escassos, portanto, nos pequenos aglomerados populacionais muito pior. Em suma, recomendo que optem por alojamentos perto de Velas ou Calheta.

    Fajã dos Vimes

    Transportes nas Ilhas

    Alugámos carro nas 3 ilhas e penso que foi a melhor estratégia, sendo que a outra opção seria contratar um guia já que a rede de autocarros é pobre.

    De carro para além de pouparmos dinheiro visitámos as ilhas ao nosso ritmo do nosso tempo e dos nossos interesses.

    A nossa preferência no aluguer de carros vai sempre para a GoldCar. No entanto, em São Jorge e na Graciosa não existe esta empresa, portanto procurámos opções e preços e escolhemos a AzoresWay em São Jorge e a Ilha Verde na Graciosa.

    Mais uma vez, o aluguer dos carros não é super barato e está ao nível de algumas cidades da Europa.

    As três empresas que escolhemos permitem reservas online e basta chegar ao aeroporto dirigir-se ao balcão da respetiva empresa e levar o carro. No entanto, em São Jorge e na Graciosa os aeroportos são pequenos e menos concorridos, por isso, é possível que não esteja ninguém para recebê-lo no balcão. Aguarde um pouco ou ligue para o telefone da sede, é possível que o funcionário tenha ido entregar o carro a outro cliente.

    As empresas de aluguer de automóveis no arquipélago não permitem o transporte marítimo de viaturas. Por isso, se está a pensar alugar carro, terá de o fazer em cada ilha.

    Espero que tenham gostado e que fiquem por ai para ler brevemente os posts sobre São Jorge, a Terceira e a Graciosa.

    Enquanto não saem, vejam as dicas e fotografias da viagem no instagram Route 92 e leiam o nosso post sobre a Ilha de São Miguel.

    Sigam os nossos passeios nas redes sociais.As dicas em 

    👉

    http://www.facebook.com/route92.travel/e as fotos em

    📸

    http://www.instagram.com/route92.travelblog/Se tiverem alguma dúvida ou precisarem de ajuda para planear a vossa viagem enviem email para 

    ⏩

     route92.travelblog@gmail.com.

    Bons passeios!

    😁

    Deixe um comentário

    O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *