Avançar para o conteúdo

Serra da Estrela e o Percurso do Rio Zêzere

    Para a maioria das pessoas, Serra da Estrela é apenas sinónimo de turismo de inverno. Não há dúvidas que é um óptimo destino para férias na neve, mas o Parque Natural da Serra da Estrela é muito mais do que isso, e está longe de ser apenas um fantástico destino de Inverno.
    A Serra da Estrela tem muito mais segredos por desvendar que merecem ser descobertos em todas as épocas do ano.
    Aqui, a agitação da cidade fica para trás, e encontramos apenas o silêncio intenso das montanhas e das cidades serranas. Entre vales e montanhas apresenta uma das zonas verdes mais vastas do País, e o cenário ideal para passar uns dias em perfeita comunhão com a natureza.
    Na Serra da Estrela, a natureza traçou montanhas e os seus imponentes vales glaciares e rios sinuosos. A riqueza hidrológica existente contribui para a bacia hidrográfica de três rios de referência Nacional: Douro, Mondego e Tejo.
    Nesta região há muito para visitar: aldeias históricas, aldeias de montanha, castelos, cidades de granito, com uma riqueza histórica de relevo, e trilhos sinuosos que proporcionam momentos de rara beleza ótica.

    É também neste cenário idílico que nascem alguns saborosos petiscos da cozinha portuguesa. E combina tão bem um dia bem passado na natureza com um saboroso vinho da Beira Interior acompanhado de um apetitoso Queijo da Serra da Estrela.

    Já visitei muitas vezes a Serra da Estrela, mas quase sempre com a típica visita à Torre, mas nos últimos anos a vontade de conhecê-la melhor e explorar cada recanto ganhou força.

    Desta vez escolhemos o Eco Resort Vale do Rossim para pernoitar e aproveitámos para explorar o percurso do Rio Zêzere e a natureza que o envolve. 

    Roteiro 1 dia

    Covão d’Ametade – Vale Glaciar do Zêzere – Manteigas – Vale do Rossim

    Covão d’Ametade

    O Covão da Ametade, outrora uma pastagem cerval, representa uma depressão de origem glaciar que foi arborizada com vidoeiros ao longo das margens do rio. Representa um dos locais mais simbólicos e mais belos da Serra da Estrela e ao contrário do que se diz, não é aqui que nasce o rio Zêzere, mas é aqui que ganha corpo.

    A paisagem é idílica e parece saída de uma pintura. Se por um lado é um lugar inspirador que apresenta a tranquilidade do rio e das árvores, onde podemos comer as nossas merendas, ou até escrever poesia, ao som da água límpida a correr. Por outro lado é envolvida por mais duas imponentes formações rochosas com grande interesse geológico: o Cântaro Raso, a sul; e o Cântaro Gordo, a norte. Em conjunto com o Cântaro Magro, estes afloramentos graníticos são visíveis de muitos pontos da Serra.

    O rio Zêzere nasce junto à Torre, a cerca de 1993m de altitude, precipita-se por entre as paredes íngremes dos Cântaros e começa a ganhar forma no Covão d´Ametade, onde se passeia com sobeja vaidade, como que preparando-se para engrossar o caudal para depois o depositar, com toda a sua força, no rio Tejo. Deixando o Covão d´Ametade, o rio Zêzere irrompe pelo Vale Glaciar e percorre 248km por entre vales de abundante fertilidade, até desaguar no rio Tejo, em Constância. 

    Vale Glaciar do Zêzere

    Para chegar a este lugar íncrivel, percorremos uma das estradas mais encantadoras que já tivemos oportunidade de conduzir, a Estrada Nacional N338. Ao longo desta estrada pode admirar as montanhas íngremes e os imponentes rochedos graníticos que a natureza plantou magistralmente.

    O Vale Glaciar do Zêzere apresenta-se bem moldado, em forma de «U», expurgando água por todos os seus poros e é o maior vale da Europa com 13km de extensão.

    Após a travessia por aquela paisagem maravilhosa, ainda passámos por Manteigas e parámos na ponte a assistir à chegada do rio Zêzere à vila. 

    O destino seguinte foi o Vale do Rossim e uma das experiências mais especiais de sempre no Eco Resort. Mas isso, conto depois. 😇

    Covão D’Ametade
    Covão D’Ametade
    Vale Glaciar do Zêzere
    Vale Glaciar do Zêzere
    Vale Glaciar do Zêzere
    Vista para Manteigas

    Mais na Serra da Estrela:

    • Loriga ✅
    • Lagoa Comprida ✅
    • Torre ✅
    • Lapa dos Dinheiros
    • Poço do Inferno
    • Sabugueiro ✅
    • Seia ✅
    • Gouveia ✅
    • Linhares da Beira
    • Covilhã
    • Poço da Broca ✅
    • Piscina Natural do Paúl

    Recomendo:

    🔵 Serra da Estrela, o que visitar? | Roteiro de 2 dias By Ponto de Partida

    🔵 Guia turístico aqui

    🔵 Mapa da Serra da Estrela aqui

    Bons passeios 😘

    Deixe um comentário

    O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *